Alzheimer: como proteger um familiar que procura e esconde objectos

Como proteger um familiar que procura e esconde objectos?

O seu familiar tende a vasculhar as gavetas e cada vez mais objectos desaparecem? Está preocupado que ele perca documentos importantes? Aprenda a proteger os bens e documentos de uma pessoa com a doença de Alzheimer, sem limitar sua liberdade.

Porquê que o meu familiar com a doença de Alzheimer procura, tanto, os objectos?

Uma pessoa com doença de Alzheimer pode manifestar diferentes sintomas cognitivos: pode perder a memória, pode ficar desorientado e o seu discernimento pode ser afectado.
Às vezes, o familiar começa a vasculhar e a procurar nos armários, gavetas e até mesmo no frigorífico. Também pode acontecer esconder objectos, um pouco, por toda a casa. A longo prazo, este comportamento afecta a qualidade de vida quer da pessoa com doença de Alzheimer, quer dos familiares mais próximos. Particularmente, se reside com ele e não consegue encontrar as chaves do carro ou o último extracto bancário…

Se ficar irritado com estas situações, tente lembrar-se que este comportamento não é voluntário e faz parte das consequências e sintomas da doença de Alzheimer.

Por vezes, poderemos encontrar uma causa lógica

O seu familiar é levado a procurar objectos que ele pensa que perdeu.

Eis algumas causas prováveis:

  • Solidão: quando alguém com doença de Alzheimer vive sozinho, pode-se sentir isolado e negligenciado. Lembre-se de que o seu discernimento está alterado e que ele não se lembra necessariamente da sua última visita. A pessoa concentra-se em si mesma e pode acumular objectos e escondê-los.
  • Reminiscências: algumas situações despertam memórias e associações na mente da pessoa com doença de Alzheimer. Pode ser um irmão que perdeu os seus negócios ou tempos difíceis durante a guerra … A pessoa esconde os objectos preciosos e documentos importantes, com o intuito de protegê-los.
  • Medo: a doença de Alzheimer provoca uma ansiedade natural e a perda de memória não tranquiliza uma pessoa que não se lembra onde colocou os seus pertences. O seu familiar pode ter medo que o assaltem, e é por isso que ele esconde os seus pertences. Ele pode culpá-lo de os ter levado, mais uma vez porque, ele não se lembre de onde os colocou.

Como reduzir ou atenuar estes comportamentos?

Nem sempre é possível impedir completamente uma pessoa com doença de Alzheimer de procurar e esconder objectos. No entanto, pode reduzir a frequência. A Canadian Alzheimer Society recomenda a estratégia “antecedente-comportamento-consequência”.

Antecedente

Trata-se de tentar identificar a causa que está na origem deste comportamento, para determinar como reagir e, principalmente, como reduzir este tipo de situações.

Que objectos é que o seu familiar esconde?
Ele tende a esconder produtos perecíveis ou perigosos?
São artigos importantes?
O seu familiar inicia este processo de busca num determinado momento ou após um evento específico?

Comportamento

Tente examinar e definir, especificamente, esse comportamento.

Consequência ou Resultado

Quando conseguir identificar uma possível causa, tente alterá-la e eliminar os eventos que desencadeiam este comportamento.

Se a sua reacção piorar as coisas, tente mudá-la.
Converse com o seu familiar sobre como ele se sente (sentimentos de neglicência e solidão são frequentes).
Tente desviar sua atenção mencionando uma lembrança agradável ou propondo uma actividade interessante.
Lembre-se de consolar o seu familiar. A ansiedade pode levar a uma necessidade de esconder objectos considerados em risco.
Evite fazer “sermões” a uma pessoa com doença de Alzheimer, que já está confusa.
Seja paciente. Não há necessidade de elevar o tom de voz ou tentar chamar à razão o seu familiar. Trata-se de uma consequência da doença de Alzheimer e não um comportamento adoptado para o aborrecer.
Converse com o médico ou neurologista se a situação parecer ir longe demais.

Como deixar o meu familiar vasculhar em segurança?

Também pode tomar algumas medidas para permitir que o seu familiar com a doença de Alzheimer possa procurar livremente na sua casa, protegendo a sua propriedade e mantendo-o seguro.

  • Guarde os itens valiosos e documentos importantes que o seu familiar pode perder ou deitar fora por engano. Poderá considerar substituir a caixa de correio por um apartado numa loja dos CTT.
  • Guarde os produtos perigosos. Os produtos tóxicos devem ser armazenados fora de alcance ou trancados.
  • Atenção à comida fora de prazo. Quando uma pessoa com a doença de Alzheimer está com fome, nem sempre pensa em verificar a data de validade, e seu julgamento ou gosto podem estar afectados. Regularmente esvazie o lixo (sempre verificando se não consta nenhum objecto importante).
  • Previna-se com itens de reposição: fazer um duplicado das chaves, comprar um par de óculos extra, conversar com o médico para obter facilmente uma nova receita para medicamentos perdidos …
  • Etiquete armários e gavetas para ajudar a identificar itens guardados.
  • Prepare uma caixa ou um armário onde a pessoa com doença de Alzheimer possa procurar livremente
  • Se necessário, feche as assoalhadas que não usa. Você limitará os riscos do seu familiar ocultar objectos importantes em salas onde não lhe ocorrerá procurar.
  • Tente identificar os habituais “esconderijos” do seu familiar. Você pode verificá-los regularmente para ver se não perde nada importante